Furo na orelha sem dor? Com acupuntura é possível!

Um dos valores que tenho como importante é nunca passar a vaidade acima do bem estar. Não sou favorável, por exemplo, em sentir dor apenas por motivos estéticos. Isso ficou super forte em mim depois que passei uma semana de inferno no hospital após uma cirurgia emergencial de apendicite, há alguns anos (cirurgia que, inclusive, foi gatilho para várias outras coisas da minha vida, papo pra outros posts).

Fato é que, apesar dessa crença, sempre achei lindo bebê com brinco. E logo que a Sophia nasceu, resolvi fazer o furo nela. À ocasião, não me ocorreu que havia métodos não doloridos para colocação de joias.

Com 20 dias de vida, a levei para tomar suas primeiras vacinas e aproveitei a saída de casa para colocar o brinco. Fui em uma farmácia, escolhi a joia baby de aço cirúrgico e fiquei aguardando o momento do furo.

Enquanto o procedimento era preparado, a Soso mamou e dormiu. Do alto de minha pouca experiência materna, achei que seria mais tranquilo furar com ela dormindo. Que nada! Orelha limpa com álcool 70, pistola em posição e… PLAC! Sophia acorda desesperada, gritando e chorando como nunca. Senti a dor em mim, senti vergonha, senti raiva e chorei junto com ela! Como pude submeter minha pequena imensidão àquela torturinha meramente por vaidade?

Após o furo, ela não sentiu nada. O furo cicatrizou, trocamos a joia e ela segue feliz e tranquila com seu brinquinho. Zero impacto na vida prática, mas muito impacto em minha consciência.

Com a chegada da Cecilia, prometi a mim mesma que iria atrás de uma forma de colocar o brinco de maneira indolor. Pesquisando, descobri que esse serviço existe. Trata-se de utilizar a acupuntura para fazer o furo.

Além do fato de não doer, o furo é feito num ponto neutro da orelha. Eu não sabia, mas dependendo de onde o brinco é colocado, o furo pode pegar algum ponto importante e impactar o corpo negativamente. Há relatos de pessoas que descobriram que o brinco colocado num ponto indevido era causa de uma dor de cabeça crônica, por exemplo.

Ontem, após 4 meses de incertezas e com o brinquinho de ouro em mãos, resolvi levar a Cecilia em uma clínica que faz esse trabalho.

O procedimento é simples: aplica-se uma pomada anestésica nos lóbulos, que deve fazer efeito por 40 minutos. Nesse intervalo, a joia é esterelizada e preparada para o furo (tem a ponta afiada).

Após o anestésico agir, o bebê é deitado em uma maca, de onde será localizado o ponto neutro em cada orelha. O acupunturista utiliza uma caneta digital para localizar esse ponto e marca com uma caneta o local apontado para o furo. Com a própria joia, ele fura a orelhinha. Sem choro, sem dor e sem pontos perigosos sendo impactados.

Os cuidados são os mesmos que o furo convencional: limpeza com álcool 70 e girar a joia 360° para não grudar no lóbulo.

A Cecilia estava dormindo quando entramos na sala de aplicação, então quando o acupunturista chegou perto dela para marcar o ponto, ela deu uma leve choradinha. A hora do furo em si foi super tranquila e eu finalmente me redimi sobre esse assunto.

O investimento foi de R$ 130, sem incluir o brinco. O furo da farmácia, com a joia para a pistola, custou R$ 50, a caráter de comparação.

Um local bacana para comprar brinquinhos de ouro mais baratos é na Rua Barão de Paranapiacaba. Há vários ourives e joalheiros que tem preços bem interessantes e joias de boa procedência.